A fama da Touriga Nacional

Por muitos apelidada de casta rainha, vem já do sec. XIX, onde se faziam referências elogiosas ao seu desempenho na produção de vinhos de qualidade superior.
Ultrapassado o período da filoxera, que a todas atingiu, a casta Touriga Nacional foi objecto de uma maior atenção e estudo por parte de muitos investigadores ligados à vinicultura, resultando numa melhoria geral do seu desempenho na vinha e na adega.

 

Aromas, Sabores, Frescura e Elegância

Actualmente podemos encontrar Touriga Nacional em praticamente todas as regiões de Portugal, o que faz da casta um autêntico “todo-o-terreno”.

Se o vinho resultante da casta Touriga Nacional resulta muito bem a solo, é na formação de blends que os enólogos mais gostam de a trabalhar, pois transmite os aromas, os sabores, a frescura e a elegância, aliada a um grande potencial de envelhecimento de uma maneira, que nenhuma outra casta o faz.

 

Uma casta que já percorre o mundo

Hoje em dia a sua fama já ultrapassou fronteiras e podemos encontrar Touriga Nacional em diversos países, de diversos continentes, em ambos os hemisférios, umas vezes adoptando novas denominações, outras, mantendo orgulhosamente o nome Touriga Nacional, como por exemplo no Brasil, mas onde nem sempre a casta é associada a Portugal como país da sua origem.

Foi inspirado neste facto, que nasceu a ideia de criar a marca “Touriga Portuguesa”.

Com a marca “Touriga Portuguesa” deu-se finalmente nacionalidade a uma casta que já percorre o mundo.